sexta-feira, 27 de abril de 2012

Boscato Anima Vitis 2005: degustando o vinho tinto mais caro do Brasil!

Boscato Anima Vitis 2005

Quem já leu o post sobre os vinhos mais caros do Brasil sabe de quem estamos falando: o Anima Vitis 2005, produzido pela Boscato custa hoje R$278,60 na Vinhos Web (chegou a custar incríveis R$321,75 na pesquisa de 2011). Apesar de ter evitado circular pelos stands de vinhos brasileiros devido a polêmica das salvaguardas, quando me deparei com ele na Expovinis não resisti a tentação de degustá-lo e ver se o preço justificava o "benefício".

O Anima Vitis foi elaborado com um corte não especificado de uvas Cabernet Sauvignon, Merlot, Ancellotta, Refosco e Alicante Bouschet que amadureceram por 13 meses em barricas de carvalho (não há informação sobre sua origem, francesa ou americana, e seu estágio de uso, novas ou usadas) e que afinaram por mais 28 meses em garrafa, buscando alcançar o equilíbrio ideal antes de chegar no mercado.

Impressões de degustação:
A garrafa provada foi aberta quase 3 horas antes do momento em que o degustei. O vinho apresentou uma bela cor granada e muito brilhante, com bons aromas de frutas vermelhas e um leve toque de pimenta negra e couro. Na boca porém, o vinho não encantou, apesar de ter um bom equilíbrio entre acidez, taninos e álcool, mostrou-se pouco expressivo e sem muita persistência no paladar, resultando num vinho fácil de beber mas com pouca complexidade gustativa e aromática que justificasse seu elevado preço, mesmo se ele fosse um vinho importado. Nota: 88 pontos.

Boscato Gran Reserva Merlot 2005

Mas nem tudo estava perdido... Ali, ao lado do Anima Vitis estava a verdadeira "jóia" da Boscato: o Merlot Gran Reserva 2005, um vinho muito mais verdadeiro e expressivo que seu pretensioso e caríssimo irmão.
Elaborado com 100% Merlot, passou por um estágio em barricas de carvalho (tempo não declarado) e afinou por mais 12 meses na garrafa, resultando num vinho de intensa cor rubi escura, com ótima expressão aromática de frutas negras, chocolate e ervas finas. Na boca, confirmou a exuberância do nariz, com taninos firmes, acidez viva e conjunto bem equilibrado e de ótimo final de boca. Um ótimo trabalho do enólogo Clóvis Boscato! Nota: 90 pontos (pena que custe cerca de R$90, se fosse algo em torno de R$50, eu compraria de caixa, como diz o mestre Schiffini...)

Postar um comentário